Só o Senhor é Deus!
 
 

ACELERANDO O TEMPO

Inec

ACELERANDO O TEMPO

Você têm controle sobre a alimentação e a rotina diária dos seus filhos? Se a resposta for negativa, fique atento, pois pesquisas nos informam que a cada dia as nossas crianças e adolescentes, por alimentarem-se de forma incorreta e terem uma rotina sedentária ou estressante, estão desenvolvendo doenças que somente deveriam ocorrer na fase adulta.

Problemas que os médicos previam somente para pessoas mais velhas, como colesterol alto, hipertensão, diabetes tipo 2 e tendinites, agora estão sendo detectadas em crianças e adolescentes. E o pior, por serem casos recentes, os especialistas ainda estão atrás de métodos de diagnóstico e formas de tratamento, conforme observa a médica Vera Koch, chefe da Unidade de Nefrologia Pediátrica do Instituto da Criança - São Paulo, “Até cinco anos atrás, como os casos de crianças hipertensas eram casos inesperados, as crianças chegavam ao consultório já em estado muito grave.”

Segundo estudos americanos a hipertensão é cada vez mais comum e atinge de 2% a 13% das crianças e adolescentes, o que eleva a importância de medir a pressão das crianças nos exames pediátricos. O professor de pediatra Mário Novaes da UFRJ afirma que para uma criança ou um adolescente com doença de adulto, os riscos são infinitamente maiores e as consequências no futuro costumam ser devastadoras. O ataque do coração ou insuficiência renal aos 30 anos são fatais.

O surgimento precoce de certas patologias se tornam agravantes quando os pais não têm um controle mais rigoroso sobre a vida dos seus filhos. Pois o que parece inofensivo, como ficar muito tempo à frente do computador, vídeo-game, televisão, pode causar doenças sérias ainda na infância. O consumo habitual dos alimentos industrializados altamente calóricos e as refeições rápidas como sanduíches, batatas fritas também são muito prejudiciais.

O que é animador em todos esses casos de doenças precoces é a facilidade com que podem ser evitadas, visto que decorrem, em sua maioria, do estilo de vida da criança. Então é preciso pôr em prática e impor tudo aquilo que nós já sabemos, mas nem sempre conseguimos introduzir na vida dos nossos filhos: Oferecer refeições ricas em verduras, legumes, cereais, frutas, carnes e substituir a inércia diante dos aparelhos de televisão e video-games por brincadeiras ao ar livre ou pela prática regular de exercícios físicos.

Elaine Alves

Gama- DF - Agosto de 1999 INEC Ano I Nº 05