Só o Senhor é Deus!
 
 

EUTANÁSIA

Inec

EUTANÁSIA

“Se alguém derramar o sangue do homem, pelo homem se derramará o seu; porque Deus fez o homem segundo a sua imagem. Mas sede fecundos e multiplicai-vos; povoai a terra e multiplicai-vos nela” ( Gn 9.6,7 ).

A eutanásia é um assunto que tem causado polêmica neste final de século, de modo que, o enfoque que a imprensa tem dado ao assunto, tem dividido a opinião publica; com isto, os que não são totalmente contra, são a favor em casos terminais.

Os que a defendem, declaram que a morte é um direito que todos tem. E por não se importarem com a posição dos homens e nem muito menos com a de Deus, perderam a noção do valor da vida e esqueceram-se do dia de amanhã.

O efeito da eutanásia, é como a de um garoto que foi presenteado com um carrinho por seu pai para que tivesse o direito de participar de um campeonato; onde na metade do mesmo, pediram para que alguém concertasse o carrinho que havia soltado as rodas; e então, após tentar de várias formas e não encontrar solução, esta pessoa resolveu destruir o carrinho. Qual seria a reação do garoto ao saber que não poderia mais participar do campeonato? E o pior, qual seria a reação de seu pai? A nossa vida é com esse carrinho, Deus no-la deu, para que tivéssemos o direito de existir neste mundo e realizar os seus propósitos.

Os que são a favor da eutanásia, esquecem-se de que um dia poderão estar nesta mesma situação; e então, todos os seus sonhos e projetos de vida ali terão um fim. Deus é tão contra ao se tirar a vida de alguém, que exige pena de morte dos que tal ato cometem. Pois o seu desejo, é ver a terra habitada por aquele que foi feito conforme a sua imagem.

Aos que defendem a eutanásia, declarando que a morte é um direito, declaramo-lhes que não se pode confundir direito com fatalidade, pois o significado de ambos são bem distintos um do outro. E somente alguém sem sentimentos e sem Deus, poderia pensar assim. Também não queremos que a igreja se assuste, porque é necessário que estas coisas aconteçam, para o cumprimento da Palavra de Deus, a qual nos afirma que: “...por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos se esfriará” ( Mt 24.12 ).

Evandro Arruda do Nascimento
Diretor do DEC.

Gama- DF - Junho de 1999 INEC Ano I Nº 03