Só o Senhor é Deus!
 
 

Motivos de Oração

MISSÕES:
“Não cabe à Igreja decidir se ela quer fazer missão, mas ela só pode decidir se quer ser Igreja.
Ela não pode determinar quando e onde será feito missão; pois missão sempre é iniciativa de Deus”
(Vicedom)

MISSÕES: Os desafios da igreja frente ao século XXI


Com este tema, foi aberta mais uma Conferência Missionária da ADGO, a de número XV. Um tema, sem dúvida alguma, atualíssimo, pois grandes são os desafios que a igreja enfrenta em prol da obra missionária.

Este desafio é colocado para a igreja como um todo, e não como deveria ser de fato, pois se a igreja sou Eu, e a igreja é você, este título devia ser "o meu desafio frente ao século XXI", mas o generalizamos para que a responsabilidade não recaia sobre o meu ou seu ombro. Nos esquecemos que Deus vai cobrar de cada um, individualmente, pelo desafio missionário: "Quando eu disser ao ímpio: Certamente morrerás; e tu não o avisares, nem falares para avisar o ímpio acerca do seu mau caminho, para salvar a sua vida, aquele ímpio morrerá na sua iniqüidade, mas o seu sangue, da tua mão o requererei." (Ezequiel 3.18)Nesses quatro dias de conferência, o tema foi bastante comentado em todos os estudos e sermões. A igreja hodierna foi comparada com a igreja do primeiro século, sobretudo na área da unidade e finanças - os maiores desafios da igreja frente ao século XXI.A unidade da Igreja, o seu amor, a sua preocupação de uns para com os outros, o suprimento da necessidade de cada um, o interesse no crescimento e fortalecimento dos irmãos foram assuntos que nos permitiram, através do livro dos atos dos apóstolos comparar a igreja atual com a igreja primitiva e vimos como a mesma se desviou dos seus princípios pois, na primeira, os irmãos "se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações, mantinham-se unidos e tinha tudo em comum, todos os dias se reuniam no templo. Partiam o pão em suas casas e juntos participavam das refeições com alegria e sinceridade de coração. Louvando a Deus e tendo simpatia de todo o povo" (Atos 2.42 a 47).As finanças - o dinheiro que gira o mundo - foi um outro importante assunto comentado na conferência. Este é um grande desafio para a nossa atualidade, pois com o passar dos anos nos tornamos mais e mais apegados ao dinheiro, nos preocupamos em demasia com o dia de amanhã, guardando em nossos celeiros muito mais do que realmente iremos consumir, nos esquecendo que Deus é quem supre as nossas necessidades: "Portanto eu lhes digo: Não se preocupe com sua própria vida, quanto ao que comer; nem com o seu próprio corpo, quanto ao que vestir. A vida é mais importante do que a comida, e o corpo mais do que as roupas.Observem os corvos: não semeiam nem colhem, não tem armazéns nem celeiros, contudo Deus os alimenta. E vocês têm muito mais valor do que as aves." (Lucas 12.22 a 24).

Fomos confrontados nestes quatro dias a refletir sobre o que estamos fazendo, cada um de nós como Igreja que somos, em prol do crescimento e fortalecimento do reino de Deus. Vimos a miséria e a necessidade de outros povos e pudemos sentir o quão precioso é para os povos do terceiro mundo a presença de um missionário levando não só o alimento para o corpo, mas, principalmente, para a alma. Nos deparamos com cenas que muito nos comoveram pela total miséria e fragilidade da vida humana em países onde a Palavra de Deus não pode ser falada com a liberdade que temos aqui. Isto nos levou a agradecer mais a Deus por nossas vidas aqui onde vivemos, a agradecer pelos nossos filhos por terem uma expectativa de um futuro bem melhor à frente. E sobretudo, pudemos confrontar a nós mesmos pela nossa total falta de apego com a obra de Deus, por não termos a mesma paixão que Cristo teve pela Igreja, não amarmos ao nosso próximo como devíamos. Embora, muitas vezes, abramos a boca e declaremos este amor, não contribuímos, não oramos pela obra missionária como deveríamos. Esperamos que essa conferência tenha mexido não só com o nosso sentimento mas também com a nossa razão, pois com certeza está nos faltando apego pela obra missionária. Podemos ver essa falta de amor, de paixão pela obra missionária, comparando o quanto contribuímos financeiramente para missões, para o nosso guarda-roupa, a nossa sapateira ou mesmo para a nossa caixinha de jóias. No filme "A Lista de Schindler", uma história verídica sobre o holocausto do povo judeu, um alemão, que muito fez para salvar os judeus, chorou ao ver que ainda tinha um pequeno objeto de valor que não fora vendido, pois poderia salvar a vida de mais alguns judeus. Com isto, aprendamos que precisamos contribuir, orar, interceder mais por missões, para que não venhamos a chorar como o personagem do filme, porque vidas não foram alcançadas por nossa culpa. Não esqueça: A obra missionária é um problema da Igreja e a Igreja é você. "Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado" (Lucas 16.15). Amém!

Rosângela Nascimento de Mendonça

Indice-missoes
Sobre Missões...

MISSÕES: Os desafios da igreja frente ao século XXI

O Alpinista
O que é Missões?
O sofrimento na vida missionária
Onde Estás?
Por que não vamos mais além?
Relato de viagem missionária
 
Menu-aniversario
Aniversários:
07 de Fevereiro (Gerson Rocha)
08 de Fevereiro (Tamires Barros)
12 de Fevereiro (Adriana Barros)
07 de Março (Olga Lúcia)
11 de Março (Rebeca Munhóz)
27 de Março (Jairo Munhóz)
15 de Abril (Heber Rocha)
15 de Junho (Fábio Rocha)
24 de Junho (Maria Francisca)
20 de Julho (Fábio Rocha Jr)
24 de Julho (Edmar Barros)
27 de Julho (Sônia Maria)
06 de Agosto (Elinéia Pereira)
Setembro
01 de Outubro (Jonatan Barros)
09 de Outubro (Antonia de Maria)
19 de Outubro (Lady Jane)
25 de Outubro (Alexandre Efraim
27 de Outubro (Mariluce Batista)
31 de Outubro (Lucimara Rocha)
06 de Novembro (Samuel Luiz)
12 de Novembro (Leila Maria)
 
Missões

Contribua adotando um missionário  
(informações 61-3484-5341)
ou deposite em C.C. Banco do Brasil

Agencia-2902-5 Conta-5559-X

ou
em C.C. Banco Bradesco
Agencia-2962-9 Conta-113459-2